No Brasil, Santander demite centenas e tem lucros bilionários

30/07/2020

Somente no primeiro semestre deste ano, o banco lucrou quase 6 bilhões e fez um estrago na economia do país com o desemprego de cerca de mais de 1.000 bancários.

Mesmo com um lucro bilionário no primeiro semestre deste ano, quase 6 bilhões, o Santander desempregou cerca de 1.000 bancários desde o início da pandemia (março/20), no Brasil. As demissões foram uma quebra de acordo, realizado no início da crise sanitária, com o movimento sindical pela não demissão de nenhum bancário.

O banco espanhol retira lucros gigantescos no país, contudo, em contrapartida ajuda a piorar a crise econômica da Nação. O Brasil é responsável por quase 30% dos lucros mundiais arrecadados para o grupo Santander.

“As contrapartidas do Santander aos seus trabalhadores são ter o maior número de bancários que contraíram Covid-19, na Baixada santista é recordista entre os bancos, foram 47, até agora. Demitiram 15 pessoas, pais e mães de famílias e exploram aumentando o horário de funcionamento das agências na pandemia. Não estão preocupados com ninguém, apenas com o lucro”, desabafa Fabiano Couto, dirigente do Sindicato dos Bancários de Santos e Região e funcionário do banco.

Fonte: Seeb Santos

Voltar
Seja um de nossos afiliado

Seja um de nossos afiliado

Faça parde do nosso sindicato!

Quero me Filiar

Cadastre seu e-mail

E comece a receber as notícias semanalmente direto no seu e-mail!

Eventos

O Sindicato dos Bancários sempre empenhado em manter um ótimo relacionamento, propor uma inúmeros eventos aos seus associados.

Veja
Acordo Coletivos

Acordo Coletivos

No intuito de facilitar o acesso aos Acordos Coletivos/Convenções Coletivas o Sindicato dos Bancários de Tubarão e Região os disponibilizam por meio digital.

Veja
Convênios

Convênios

O Sindicato dos bancários oferece uma série de serviços para os associados. Os interessados devem procurar a secretaria e realizar seu cadastro para dispor dos convênios firmados com diversos estabelecimentos e obter descontos.

Veja